Home

ATENDIMENTO (49) 3621 0803

CONHEÇA A EXTRACREDI

A EXTRACREDI - Extremo Oeste Agência de Crédito é uma instituição que financia micro e pequenos negócios.

CLASSIFICADOS

EVENTOS

Mantenha-se atualizado e fique atento aos eventos relacionados, que acontecem em Santa Catarina, no Brasil e o Mundo.

TRABALHE CONOSCO

CASOS DE SUCESSO

Pessoas Empreendedoras e Empresas que se mantiveram parceria com a EXTRACREDI, contam suas histórias vencedoras.

COTAÇÕES FINANCEIRAS

Notícias Financeiras

    • Índice da bolsa paulista caiu 2,50%, a 85.914 pontos, na véspera. O principal índice da bolsa paulista ensaiava uma recuperação nesta terça-feira (11), acompanhando o viés positivo no exterior, após o Ibovespa fechar em queda nos últimos três pregões, acumulando no período perda de 3,5%. Às 10h10, o Ibovespa subia 1,11%, a 86.867,46 pontos. Veja mais cotações Véspera A bolsa paulista recuou nesta segunda-feira (10), tendo como pano de fundo a cautela no exterior por preocupações sobre o crescimento econômico. O Ibovespa caiu 2,50%, a 85.914 pontos, na mínima da sessão. Na máxima, a bolsa chegou a 88.384 pontos.

    • EUA afirmaram no domingo que, a menos que as negociações terminem com êxito até 1º de março, novas tarifas serão adotadas. A China e os Estados Unidos discutiram na terça-feira (11) o roteiro para o próximo estágio de suas negociações comerciais, durante uma ligação telefônica entre o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, e o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, e o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer. Entenda a guerra comercial e seus possíveis impactos Os presidentes Donald Trump e Xi Jinping concordaram em uma reunião em 1º de dezembro na Argentina com uma trégua que adiou o aumento planejado para 1º de janeiro das tarifas dos EUA de 10% para 25% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses. O presidente dos EUA, Donald Trump (à direita na mesa), e o presidente da China, Xi Jinping, juntamente com as delegações dos dois países, durante jantar após a cúpula do G20 em Buenos Aires Saul Loeb / AFP Photo Lighthizer afirmou no domingo que, a menos que as negociações entre EUA e China se encerrem com êxito até 1º de março, novas tarifas serão adotadas. Conversas Em um breve comunicado, o Ministério do Comércio da China afirmou que Liu conversou com Mnuchin e Lighthizer nesta terça-feira no horário de Pequim, em uma ligação pré-arranjada. "Ambos os lados trocaram opiniões sobre colocar em vigor o consenso alcançado pelos líderes dos dois países na reunião, e sobre avançar com o cronograma e roteiro para a próxima etapa do trabalho de consultas econômicas e comerciais", disse o ministério, sem dar detalhes. Um porta-voz do Tesouro dos EUA confirmou a ligação com Liu, mas não deu mais detalhes. O gabinete do representante de Comércio dos EUA não respondeu imediatamente. O Wall Street Journal, citando pessoas familiarizadas com a questão, disse que Liu planeja ir a Washington no início do ano. Liu, principal assessor econômico de Xi, está liderando as negociações pelo lado chinês. Em declarações divulgadas separadamente pelo Ministério das Relações Exteriores da China, o principal diplomata do governo, o conselheiro de Estado Wang Yi, disse que se a China e os EUA cooperarem, vai beneficiar o mundo todo. "Se a China e os EUA forem antagonistas, não haverá vencedores, e afetará o mundo todo", disse Wang a um fórum.

    • Ex-presidente da Nissan está preso em Tóquio e é acusado de fraude financeira. Japoneses assistem reportagem sobre Carlos Ghosn nas ruas de Tóquio no final de outubro Kazuhiro Nogi/AFP Um tribunal de Tóquio rejeitou nesta terça-feira o recurso apresentado pelos advogados de Carlos Ghosn, ex-presidente do conselho da Nissan, para ser libertado, após sua prisão no mês passado por alegações de má conduta financeira. Ghosn foi preso em 19 de novembro sob suspeita de conspirar para declarar apenas cerca de metade da sua renda real de 10 bilhões de ienes (US$ 88 milhões) que obteve ao longo de cinco anos, a partir de 2010. O executivo está detido desde então em uma prisão de Tóquio para interrogatório. Ghosn foi oficialmente indiciado na segunda-feira. Ele também foi alvo de um segundo mandado de prisão por subdeclarar seu rendimento por outros três anos, até março de 2018, com a Corte Distrital de Tóquio aprovando sua detenção até 20 de dezembro. Após o indiciamento, os casos normalmente demoram meses para ir a julgamento, durante os quais a maior parte dos suspeitos que nega ter cometido irregularidades não tem a fiança autorizada. Mas nos últimos anos isso se tornou mais comum, disse Masashi Akita, um advogado de defesa. Não está claro se Ghosn seria libertado sob fiança, já que alguns especialistas legais disseram que considera-se que existe risco de fuga. O advogado de Ghosn em Tóquio, Motonari Otsuru, não pôde ser contatado em seu escritório para comentar. Mas o advogado de Kelly, Yoichi Kitamura, disse estar certo de que a inocência de seu cliente se tornaria clara no tribunal. "A razão pela qual estou confiante é porque não houve violação dos instrumentos financeiros e da lei cambial", disse ele. A Nissan, que demitiu Ghosn do cargo de presidente do conselho de administração dias após sua prisão, tem dito que a fraude foi planejada pelo antes respeitado executivo com a ajuda do ex-diretor-representante Greg Kelly, que também foi oficialmente indiciado pela primeira vez na segunda-feira. Kelly também permanecerá detido até 20 de dezembro, afirmou a corte distrital. A prisão de Ghosn marca o declínio dramático de um líder antes aclamado por resgatar a Nissan da beira da falência. O executivo tem sido tratado como todos os outros na prisão, detido em uma cela pequena e fria, com oportunidades limitadas para tomar banho e fazer a barba, afirmou uma pessoa com conhecimento da situação. Questionado sobre as críticas de que promotores japoneses tentam com frequência forçar confissões de suspeitos, o vice-promotor do Escritório de Promotores Públicos do Distrito de Tóquio, Shin Kukimoto, disse que tal método não estava sendo usado com Ghosn e Kelly. Initial plugin text Saiba quem é e qual a trajetória de Carlos Ghosn Fernanda Garrafiel e Roberta Jaworski/G1

Parceiros

AMCRED-SC BADESC BNDS JUROZERO MICRO CREDITO SOCIAL MICROCREDITO DE SANTA CATARINA POLOCRED