Home

CONHEÇA A EXTRACREDI

A EXTRACREDI - Extremo Oeste Agência de Crédito é uma instituição que financia micro e pequenos negócios.

CLASSIFICADOS

EVENTOS

Mantenha-se atualizado e fique atento aos eventos relacionados, que acontecem em Santa Catarina, no Brasil e o Mundo.

TRABALHE CONOSCO

CASOS DE SUCESSO

Pessoas Empreendedoras e Empresas que se mantiveram parceria com a EXTRACREDI, contam suas histórias vencedoras.

COTAÇÕES FINANCEIRAS

Notícias Financeiras


  • É possível encontrar o litro do combustível acima de R$ 7 em seis estados do país: Acre, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Piauí. Veículo sendo abastecido em posto de combustíveis no Rio Grande do Sul Reprodução/RBS TV Após o reajuste do preço da gasolina e do gás de cozinha (GLP) anunciado pela Petrobras no início do mês, o preço do litro do combustível nos postos do país subiu 3,3% na semana passada, atingindo o valor médio de R$ 6,32 e máximo de R$ 7,49,segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Combustível). O aumento da gasolina e do gás de cozinha foi de 7,2% e entrou em vigor em 9 de outubro. Com o repasse feito pelos postos de combustível, é possível encontrar o litro gasolina acima de R$ 7 em seis estados do país: Acre (R$ 7,30), Mato Grosso (R$ 7,04), Minas Gerais (R$ 7,17), Rio Grande do Sul (R$ 7,49), Rio de Janeiro (R$ 7,39), Piauí (R$ 7,15). Abastecer com etanol deixa de ser vantajoso mesmo com a gasolina tão cara O preço do botijão de gás, por sua vez, teve alta de 1,8% nas revendas na última semana, atingindo o valor médio de R$ 100,44 e o valor máximo de R$ 135. O diesel, que também foi reajustado este mês, registrou aumento de 0,3% ante a semana anterior. O valor médio do litro combustível foi de R$ 4,97 e máximo, de R$ 6,41. A ANP também registrou avanço nos preços do litro do etanol: 0,9%. O litro do combustível registrou preço médio R$ 4,81 e máximo, de R$ 7,09.

  • Animal da raça American Bully morreu na última quinta-feira (14), entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e o de Aracaju, por asfixia. Cliente que já adquiriu o serviço poderá seguir com o transporte normalmente. Aeronave da Latam em decolagem Latam/Divulgação A Latam decidiu interromper por 30 dias o transporte de pets no porão de aviões da companhia desde a última sexta-feira (15). A medida foi tomada após a morte de um cão da raça American Bully, na tarde da última quinta-feira (14). O animal morreu em um voo entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e o de aeroporto de Aracaju. Segundo a companhia aérea, em laudo emitido pela clínica veterinária que atendeu o cão, "foi observado que ele roeu o kennel de madeira em que estava e se asfixiou". A Latam diz que o kennel (caixa de transporte) estava em concordância com o processo de transporte de animais e de grande porte da empresa. "A Latam já vinha fazendo uma análise profunda de todos os procedimentos deste tipo de transporte, e neste lamentável evento cumpriu todos os processos de forma correta. Diante deste cenário, a empresa decidiu neste momento suspender a venda para o transporte de pets no porão das aeronaves nos 30 próximos dias para o mercado brasileiro", anunciou a companhia. O cliente que já adquiriu o serviço poderá seguir com o transporte normalmente, postergar sem custo ou então optar pelo reembolso nos canais de atendimento, disse a empresa. Pet na cabine da aeronave Sobre levar os animais de estimação na cabine da aeronave, junto aos passageiros, o serviço segue normalmente em voos da Latam. Para levar a bordo, o cachorro ou gato deve ter: bom estado de saúde; atestado médico emitido por um veterinário até 10 dias antes do voo e mais alguns certificados, dependendo do destino; comportamento dócil; pelo menos 8 semanas de vida, com exceção dos Estados Unidos, que aceitam animais apenas com 4 meses de idade; o animal não pode estar sedado; deve estar em kennel que atenda as regras da empresa. A solicitação para o serviço, que é pago à parte, deve ser feita em contato com a Latam por reserva ou até 4 horas antes do voo (sujeito à disponibilidade). Para levar o pet, o check-in precisa ser feito no aeroporto. Outro caso Em setembro passado, a estudante Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, cobrou a Latam por possíveis maus-tratos contra seu cachorro de estimação, durante um voo entre São Paulo e Rio de Janeiro, na última terça-feira (14). Segundo ela, o animal morreu depois de passar algumas horas aos cuidados da empresa. "A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais", disse a companhia à época.

  • Anúncio vem após várias intervenções da autoridade monetária no mercado de câmbio desde quarta-feira (13). Cédulas de dólar Divulgação O Banco Central fará, entre 9h30 e 9h35 (horário de Brasília) de terça-feira (19), leilão de venda à vista de dólares referenciado à taxa Ptax, informou a autarquia, em comunicado. Segundo o documento, divulgado nesta segunda-feira (18), serão aceitos no máximo US$ 500 milhões no leilão, que será realizado pelo Departamento das Reservas Internacionais (Depin). Esse será o primeiro leilão de venda à vista desde 15 de março. O anúncio vem após várias intervenções do Banco Central no mercado de câmbio desde quarta-feira (13) da semana passada, com a realização diária de leilões extraordinários de swap cambial tradicional nas últimas quatro sessões. O dólar subiu 1,22%, a R$ 5,5208, nesta segunda-feira (18), mesmo depois de o Banco Central irrigar o mercado de câmbio com mais de US$ 1 bilhão, por meio de venda líquida de contratos de swap cambial tradicional — incluindo tanto uma oferta extraordinária quanto uma já prevista em calendário. Para Fernando Bergallo, diretor de operações da FB Capital, com sua atuação, o Banco Central busca apenas corrigir distorções de liquidez. "O leilão à vista é um dos instrumentos que o BC tem, ele está lançando mão de todos, em um nítido esforço", afirmou à Reuters. Ainda assim, isso será "insuficiente para reverter a perda de força (recente) do real", à medida que o mercado exige maior prêmio em relação ao risco Brasil, acrescentou.

Parceiros

AMCRED-SUL BADESC BNDS JUROZERO MICRO CREDITO SOCIAL

MICROCREDITO DE SANTA CATARINA